Meu recanto

"A IMAGINAÇÃO É MAIS IMPORTANTE QUE O CONHECIMENTO" (ALBERT  EINSTEIN)

Textos

OUÇO-TE!
(Ps/486)


Ouço-te na canção do vento,
Que me embala à qualquer lugar!
Ouço-te no meu colóquio íntimo
Com as estrelas que fulguram
E sorriam mudas à minha tristeza!
Ouço-te nas manhãs caladas,
Dos meus outonos gritantes
Criando teia no sentimento, dando vazão
As sensações labirínticas da vida!
No ruído das noites frescas e sombrias
Ouço-te como se estivesses aqui,
Nós a sós, o momento de nós
E então, a dor inexiste porque,
Incansáveis, fomos correnteza de rio!
Canto para dentro de mim, agora, pois
Minh' alma finge alegria à não sucumbir
Na curva da vida e me pertenço, só,
Para viver sem saber como viver!
Apenas, indelével, Ouço-te!
O pensamento segue... vestígios...
Prossegue... deixa passar o presente
Recorda... não quer ser,  volta ao passado
E ouve de modo triste a alma, se acalma!
Ser-me assim visto a máscara!
Não há mais hora, há apenas tédio e solidão!
Empalidecem as horas, esvazio-me de mim!
O modo como te ouço é como 
O declínio da tarde que enfraquece
pouco a pouco, sumindo no poente!
Ouço-te...





















 
EDIDANESI
Enviado por EDIDANESI em 29/09/2019
Alterado em 27/10/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras