Meu recanto

"A IMAGINAÇÃO É MAIS IMPORTANTE QUE O CONHECIMENTO" (ALBERT  EINSTEIN)

Textos

UM DIA DE SEXTA FEIRA - (18/07/2008)
(POES/192)

Oro diante do Tabernáculo
Sinto-me indigno.
Vejo os crimes na mistura
De sangue, homicídio, furto, engano,
Corrupção, infidelidade,
Perseguição ao justo,
Turbação e perjúrio que
Aumentam cada dia.
Esquecimento de Deus!
Fuga do vosso domínio!
Oh Senhor, vigie!
O ímpio é cego
Seus olhos não vêem.
O fogo, a neve e o tufão.
Sem o brilho das estrelas,
Perturbam o planeta.
E eu, Senhor, temo a sua ira.
Hoje tudo pode se tornar mais uma longa noite.
A escuridão vem com assombro
Excessivo aos perturbados
E o medo torna impotente e cheio de terror
Ainda mais quem fraqueja:
Os desavisados os massacrados
Diante da desconhecida tormenta.
Cidade aberta com muros e grades
Numa caverna de vidro
Desfalecem seus espíritos
Por destemor,
Pois, não detêm a vossa luz,
E o abismo se faz inevitável.
Metralhadoras arrojadas causam
O extermínio ao meu redor.
Posso ouvir e ver o terror desse momento.
Graças lhe dou pelo privilégio
Que me concedera
E engrandece o meu espírito.
Minha vontade é me oferecer em sacrifício
Para enfraquecer esse mundo diante
De tantas barbáries e flagelos
Submersos na cidade e da favela.
Inocentes a cada instante perecem
Na noite longa em profundo silêncio
E os gritos ecoam aos céus,
Desolados, desesperados e entristecidos,
Dessa terra condenada.
Latrocínios,
Homicídios,
Parricídios,
Suicídios,
Infanticídios,
Pária de uma sociedade
Em total desigualdade.
Paroxismo!
Incorruptível já não é a lei
A segurança é a vossa misericórdia.
O futuro é uma nuvem de fumaça.
A visão do homem está vendada.
Mata e trucida o irmão,
Como moscas.
O homem está ferido de cegueira e
Já não busca a entrada da vossa porta.
Caminha o ímpio
Sem sabedoria e
Come urtigas.
Pensa pisar numa superfície de pedra
E sente-se poderoso.
Mal sabe o que se lhe reserva.
Aplaca Senhor, a vossa ira, e,
Contenha essas as atrocidades
Na noite longa da minha Cidade
Maravilhosa,
Do Rio de Janeiro!


“A sabedoria descansa no coração do prudente; / e ele instruirá todos os ignorantes.” (Prov.14,33)

EDIDANESI
Enviado por EDIDANESI em 23/12/2012
Alterado em 23/12/2012
Copyright © 2012. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras